14

2016...

Posted by Luana on 13:08
Olar, tudo bein? 

Entao, eu fechei o blog para poder arrumar uns posts. Nao estava (estou?) feliz com alguns deles. Tinha prometido pra mim, e pra algumas pessoas que me mandaram mensagem, que ia arrumar a casa durante a semana de festas, ja que estaria em casa atoa. 

Fiquei atoa mesmo... Coloquei umas series em dia (quem ja viu/ama Atlanta? Por que ninguem nunca tinha me indicado The Americans? Tantas questoes...), dormi ate as 13:00 TODOS os dias.... E blog? Nada... 

Tambem tinha salvado umas arquivos do trabalho pra resolver em casa e... HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA... Ate parece, ne?

Enfim... to aqui, tentando voltar...

Eu ainda vou deixar uns posts fechados, porque quero reler umas coisas antes de liberar tudo. Sabe o que eh, as vezes aparece alguem que nao conhecia o blog, comeca a ler, gosta/odeia e dai deixa um comentariozinho mal educado laaaaaa num post de 2000-e-Britney-surtando... Tem coisa que caguei, nao eh mesmo? Mas tem outras coisas que eu nem penso mais... Dai eh foda ir laaaa naquele comentario e dizer: "miguis, me desculpa, eu nao sou mais essa pessoa".

Alias, acho justo dizer que 2016, o ano do capeta, foi um ano de transformacoes para mim. Foi um ano merda? Com toda certeza... Um ano que comeca com a morte do David Bowie, continua com a morte do Prince e termina com o Geroge Michael se matando (li em algum lugar hoje, eh verdade? Se matou? Chocada!) nao pode ser um ano bom. E eu nem vou entrar no merito do ano cagado pra politica e economia do meu pobre pais...  Nem dos atentados terroristas aqui na Belgica, ou o Donald Trump (urgh!) vencendo nos EUA... 

Foi um ano devastador! E nao ja a menor chance de 2017 ser diferente, nao eh mesmo amiguinhos? Teremos mais terrorismo, mais corrupcao, mais gente maravilhosa morrendo... 

Mas eu estava falando sobre como foi uma ano de transformacoes pra mim... Na verdade, transformacoes que comecaram laaaa em 2009, quando eu perdi o meu pai. Demorou quase 8 anos pra eu entender umas coisas... O quanto eu pareco com ele em muitos aspectos, enquanto em outros eu sou a minha mae - "ainda somos os mesmos e vivemos como nosssos paaaaaaaaais... "

O meu pai foi uma pessoa que colecionava amigos fieis capazes de se matar por ele, e inimigos espumando de raiva, querendo sua cabeca. Eu sou assim? Exatamente igual... Nao existe meio termo... Nao tem nada morno nessa pessoa que vos escreve... Eh sempre tudo muito intenso. E, as vezes por culpa minha, confesso, eu acabo me metendo em coisas que nao eram realmente necessarias. 

Ainda falando um pouco do meu pai, quando ele morreu sairam varias noticias no jornal, programas de radio. Maridon selecionava tudo e mandava por email, ele achava que eu ia gostar de ver todas as pessoas falando dele. Lembro de um programa de radio, se nao me engano na CBN, em que o locutor contava sobre o falecimento e um dos comentaristas - que nao me lembro quem era - falava de como meu pai era marrento, que criava confusao com todo mundo coisa e tals, no mesmo momento, outro comentarista (esse sim eu sei quem eh), interrompeu o cara bastante indignado, falando que loooooogico que nao! Que o meu pai era o cara mais legal do mundo, que se ele brigava nos times, era porque tinha visto coisa errada, num sei o que... Tai um belo exemplo de duas pessoas que conheceram o melhor e o pior do meu pai... 

Mas continuando...
 
Quando eu falo das transformacoes, me refiro e tantar - muitas vezes miseravelmente - nao levar certas coisas tao a serio, ou a simplesmente nao separar as pessoas entre "maravilhosas" ou "koohzonas". 

Desde 2009 eu estou nesse processo... De esquecer umas merdas que aconteceram comigo a muito tempo. Tipo a professora da quarta serie que disse que eu nao ia chegar a lugar nenhum, ou a amiga da minha mae que inventou que eu tinha dito coisas que eu nunca disse. Sao coisas que aconteceram em 1900-e-o-Tancredo-Neves-mal-tinha-morrido, mas eu to la, remoendo tudo de novo. E pior, desejando o fogo do inferno pra essa gente, que provavelmente nem se lembra do que aconteceu. A amiga da minha mae, por exemplo, tem feito parte da minha vida desde entao, e ela tem sido gente boa comigo, mas quem disse que eh o suficiente? Naaaao! A memoria nao deixa esquecer...  

Quer dizer... pra ser bem sincera, agora eu acho que as cosias estao muito melhores... Eu nao sinto toda aquela raiva mais, nao. E consigo ate me colocar no lugar dessas pessoas entender porque elas fizeram o que fizeram. Acho que eh um otimo exercicio de empatia, tentar se colocar no lugar do outro e entender porque algumas coisas acontecem. Lembrando sempre que nos mesmos provavelmente atravessamos a vida de alguem, muitas vezes sem mesmo notar - e em outras, causando no dano de proposito, pelos motivos que pra gente, na epoca, faziam todo o sentido... 

Entao, desde 2009 eu entrei nessa vibe de luaninha-paz-e-amor... De tentar entender as pessoas e nao julga-las tao ferozmente como eu sempre fiz. De colecionar (MUITO) menos desafetos. De reagir melhor as merdas que adubam a vida....

Por exemplo... 

Sem entrar muito em detalhes... Mas outro dia no trabalho uma coleguinha botou o dedo na minha cara, na frente do nosso chefe, me chamou de mentirosa e insinuou que eu tinha sabotado umas cosias dela... 

Como eu teira reagido antes de 2009?

Aquele dedo teria sido entortado ate quebrar - ou ate alguem me segurar, o que nao eh facil, sendo eu uma mulher de 1,80m que pratica Crossfit regularmente. Nao duvidem, eu ja tive muitas atitudes similares no passado. Reagi da maneira que achei que devia, que achei que era justa (beijo pro Hammurabi) e so consegui me ferrar. 

Como eu reagi a esse fato, no ano so senhor de 2016?

Eu fiquei olhando pra cara dela calmamente. Bastante incredula com o xiliquinho, eh verdade, mas nao deve ter sido nada diferente disso aqui. 

So entre nos? Eu surtei depois... Eu chorei de odio, me culpei por nao ter quebrado aquele dedo, por nao ter quebrado aquela merda de equipamento mesmo, pra dai a pessoa ter motivos pra me culpar. Peguei as minhas coisas e quase fui embora da usina pra sempre... Coisa que so nao fiz porque liguei pro Maridon que conseguiu me acalmar. 
 
Foi muito ruim... Essa coisa de dar a outra face (no meu caso, de nao dar um murro na cara) eh dificil demais! Mas tem sim suas compensacao. Quem pagou de louca na frente do chefe nao fui eu, quem ficou desacreditada nao fui eu. Eu nem tive que explicar que nao tinha quebrado merda nenhuma, porque ficou bastante obvio... Eh uma sensacao maravilhosa, que eu nunca tinha sentido.  
 
E sabe o que eu mais gostei de tudo? Eu nao odeio a pessoa, nao. Ta certo me culpar por algo que eu nao fiz? Nao! Mas provavelmente ela esta passando por uma fase muito ruim e eu (e outras pessoas tambem, como fiquei sabendo) fui a valvula de escape. Nao ta certo, mas estamos todos susceptíveis a isso. Nao pense que porque voce nunca fez isso na vida ate hoje, que voce nao possa surtar um dia. 
 
E pra fechar o ano ainda recebi o melhor dos presentes...
 
Errou quem achou que eu estou gravida... HAHAHAHAHAHAHAHA...
 
Deixa eu explicar, pra voces saborearem junto comigo...
 
Trabalhar com pesquisa eh uma merda. Eu gosto? Gosto! Mas eh uma merda que nao recomendo a ninguem.
 
Alem de ter que competir com gente muito mais inteligente que voce, ainda tem essa coisa de verba pra pesquisa. Fazer pesquisa eh um treco demorado e caro. E a grande maioria das universidades e centros de pesquisa nao tem grana pra bancar todas as ideias de seus genios imcompreendidos (eu, aloka!). Entao, se voce tem uma ideia que voce acha que eh boa, tem que escrever um projeto e submeter a algum centro de fomento (do governo ou de alguma empresa privada). 
 
Eh uma coisa muito dificil... Voce precisa ter uma boa ideia - que muitas vezes parece muito otima na sua cabeca, mas na verdade eh um lixo. Dai, voce precisa converncer outras pessoas que sua ideia eh boa. Competindo por bolsas de pesquisa junto com outras pessoas com otimas ideias. A coisa eh muito mais dificil do que entrar em medicina na FUVEST, ja que em alguns casos sao centenas de candidados pra uma bolsa. Centenas de candidatos na mesma vibe que voce, com doutorado e tals... 
 
Entonces...
 
Tem a maior pressao aqui na usina pra conseguir grana dessas bolsas... Ajuda a manter o centro, ne? E no comeco do ano de 2016 foram abertas umas chamadas para projetos relacionados a cura de cancer. Pensem bem, tem coisa mais generica? O tiozinho do Fosfo(fosto?)telamina (sei la como escreve essa droga) podia tentar (HAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAHA... MAS EH NUNCA! Que aquilo la aparentemente nao cura nada). O que eu faco nao eh exaaaatamente curar o cancer... Eh desenvolver meios de saber se o paciente que se submete a radioterapia esta recebendo o tratamento direitinho. O que eu faco eh mais proteger o paciente, do que cura-lo de fato. 
 
Mas teve pressao aqui de dentro da usina pra tentar essa grana (que nao eh pouca) e 9 pesquisadores, incluindo eu, tentamos, com projetos separados (9 pesquisadores, com 9 projetos). 
 
A primeira fase era mandar uma carta com a ideia geral do projeto, com uma estimativa dos gastos e tempo que o projeto ia durar (tinhamos a opcao de 2 a 4 anos). Cada pesquisador tinha o direito de convidar alguem de fora (tipo, professor de alguma outra universidade, pesquisador em algum hospital) e tambem de adicionar algum pesquisador mais velhor e experiente ao seu projeto (o que ajuda bastante na hora de selecionar).
 
No meu grupo eramos em 3 pesquisadores, com 3 projetos separados. Eu e mais duas pessoas. Na hora de colocar o pesquisador mais senior, ninguem do grupo quis entrar no meu projeto. Era um salto muito longe, comparado ao que a chamada pedia. E os meus chefes acharam a minha ideia complicada demais. Eles prefiriram entrar nos outros dois projetos, ja que eram coisa mais clinicas. 
 
Eu gostei? Logico que nao, mas vida que segue... 
 
De ultima hora resolvi convidar meu ex orientador de doutorado (nao aquele que surtou e se mudou pra Australia, mas o outro que entrou no meio do caminho). Falei pro meu chefe da minha ideia e ele disse: "voce pode tentar, mas ele provavelmente ja esta em outro projeto melhor".
 
Eu gostei? Deu vontade de dar uma porrada na cara dele... Como assim projeto melhor? O meu eh uma bosta, entao? Ta... Luaninha-paz-e-amor... Respira...
 
Mandei email pro ex-orientador (que eu vou chamar de "Jardineiro" por motivos que um dia eu conto) e ele respondeu na hora, dizendo que achava a ideia maravilhosa e que ia me apoiar sim. Que tinha sido convidado para participar de outros projetos, mas nao tinha gostado de nenhum... 
 
HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA... Que delicia! 
 
Eu precisei surtar? Nao!
 
Bao... Mandei a carta... Todos nos mandamos...
 
Na primeira selecao eu e mais outro projeto passamos (o terceiro que nao passou foi da pessoa da historia acima, o que pra mim explica um pouco de toda a tensao o resto do ano). Os outros  6 projetos, que foram enviados por outros grupos aqui da usina, nao passaram tambem. Entao, de 9, apenas 2 foram selecionados para a proxima fase.
 
A proxima fase consistia em escrever o projeto de verdade, com toda a enchecao de saco de explicar tudo detalhadamente, avaliar possiveis erros, como resolve-los, quem ia fazer o que, em quanto tempo, bla, bla, bla... Eu sempre digo que se eu gostasse de escrever eu tinha feito letras... Mas dai a pessoa tem um blog e inumeras ideias de escrever varios livros, entao, cala a boca e escreve, na Luana?
 
Foi uma epoca de muito raiva amor no coracao... Ninguem do meu grupo deu muita bola pro meu projeto, escrevi tudo praticamente sozinha, com algumas dicas valiosas do Jardineiro. Em Agosto (notem que todo o processo comecou em JANEIRO) eu submeti o meu projeto sem os meus chefes nem lerem sobre o que se tratava direito. 
 
Antes que voces fiquem cultivem rancor em relacao aos meus chefes... A coisa ta pegando pra todo mundo. Eles poderiam ter dado mais atencao? Certamente, mas quando nao existe tempo para fazer tudo, cada um corre pra onde acha mais seguro. Eike que compreensiva que eu estou! Mas eh a verdade... Da riava muitas vezes, mas de novo, cada um sabe onde doi o calo.
 
No final de DEZEMBRO, depois de meses ouvindo que sem dinheiro meus projetos vao parar, que eu preciso tentar outros lugares pra conseguir grana, que eu preciso ter ideias, que bla, bla, bla, whiskas sachet, eu recebo uma carta desse lugar ai, que eu tinha tentado laaaaa em Janeiro... A carta dizia "Parabens, voce conseguiu trocentos-mutios dinheiros para sua bela pesquisa".
 
Eu fui contar pra minha chefe tremendo... Nem eu estava acreditando! Ela pareceu bastante surpresa. Perguntou se eu sabia que o outro projeto, tambem do nosso grupo, tinha sido aceito e eu disse que nao sabia. No que ela disse: "bom, se o SEU foi aceito, o outro com certeza tambem sera".
 
Leia-se, o seu projeto merdao que passou sabe-se la como nao pode ser melhor do que o outro que eu estou participando e gastei meu tempo. Dureza, nao eh meu povo? 

Eu nao sou do tipo que torce pra eu conseguir as coisas que os outros nao. Porque gente feliz nao enche o saco, sabe? Se todo mundo consegue a grana, todo mundo segue trabalhando nos seus respectivos projetos e ta otimo! So que nesse caso so eu passei mesmo... O outro projeto, que era tao fodao, foi recusado. 

Dai que, de 9 projetos, so o meu foi aceito. 

Ter conseguido essa verba nessa etapa da minha carreira eh um grande divisor de aguas! prova muita coisa pras pessoas daqui, pra mim mesma... Eh um conforto depois de um ano bostao, tendo que engolir trocentos sapos. Ver a cara de espanto de alguns, eh uma delicia, confesso. E nao eh nada de errado, ne? Fruto do meu trabalho... 

Dai voces podem estar pensando que eu vou virar uma pessoa passiva que deixa os outros sapatearem as minhas custas. Nao exatamente. Eu sou vou deixar de dar tanta importancia para coisas que eu 1) nao consigo mudar ou 2) nao representam um problema tao grande assim. 

A ideia nao eh morrer de amores por todo mundo. Isso nao vai acontecer, eu me conheco. Mas eu nao me importar mesmo. Talvez eu esteja vendo que vale mais a pena ser como a minha mae, que eh a pessoa mais querida desse mundo... "ainda somos os mesmos ..."

Nuss, falei bagaray...

Tem tambem a coisa do crossfit... Voces acreditam que eu mudei de box por pura birra de um dos treinadores? Pelo visto as mudancas nao sao taaaaaao drasticas assim... HHAHAHAHAHAHAHAHA... Mas oh, juro que nao quero socar a cara do treinador antigo, eu so nao quero mais ("naaaaao mais, nunca maaaaaais.. ehhhhh.... nao te quero maaaais, naaaao mais...." ). 
 
Eu vou voltar a escrever.... senti muita saudades de vir aqui. Os posts antigos serao liberados aos poucos.

Bom 2017 pra todo mundo.
 
 


 

 

|

14 Comments


"bom, se o SEU foi aceito, o outro com certeza também será". Confesso que GARGALHEI BEM já antecipando a vitória no final. Rola todo um novo prazer em conquistar as coisas quando todos dizem que a gente não vai conseguir. PARABÉNS! Eu não faço ideia de como essa coisa toda funciona, mas parece BEM incrível pra mim. Tipo, colocaram muita fé na sua ideia! Eu ia ter um sorriso na minha cara pelo resto da vida.

PARABÉNS DE NOVO.


Luana, parabéns pela conquista, parabéns mesmo!

Volte a escrever, por favor! Esse é melhor blog de histórias fantásticas que existe. <3

Também tento ser uma pessoa melhor, controlar os ataques de fúria etc. Nem sempre dá, mas a gente segue tentando né? De vez em quando o universo também me dá uns bônus pelo bom comportamento e isso me motiva bastante. :)

Que esse ano seja bem melhor para todos nós!
Um beijo!


Aeee ja estava com saudades!
Parabéns pela conquista! Como vc disse, é fruto do seu trabalho :)
E que nesse ano eu tbm consiga ser alguém melhor! Vamos tentando!
Maíra


Nossa, pelo visto geral resolveu que tava na hora de colocar os blogue pra jogo!

Tentei entrar no seu ontem e deu trancado, hoje veio post novo na lista de leitura e PUFFF entendi tudo!

Parabéns pelo projeto e pelas mudanças internas! Também passo por vários episódios de vergonha alheia só que de mim mesma com o blogue, mas não cheguei à conclusão (ainda) que deveria editar.

Beijos!


Luanaaaa, parabéns!!! Que história maravilhosa!Que orgulho de você!


E que bom que você voltou ao blog. Me senti até inspirada a tirar a poeira do meu.


Oba! Gosto muito do teu blog, tava pensando dia desses que vc tb havia desistido de escrever, assim como muita gente que eu acompanhava. E parabéns por essa conquista imensa! Eu imagino como você está feliz, especialmente dentro desse contexto. Que 2017 seja pra você um ano de colheita das sementes que vc tem plantado. Beijos,
Ione


Você sumiu, deixou saudades mas voltou dando voadoras...maior ninja hein hahaha
Fiquei contente em ver que tinha escrito de novo. Luana, você é o que é e por este motivo vive o que vive e conquista o que conquista. Ser o que você é, a faz única...as pessoas é que precisam aprender a te respeitar e reconhecer o seu valor. Vou te falar...gentalha, gentalha, gentalha...mas é isso aí, aprimorar a capacidade de não estourar e gastar com o que não vale a pena é mesmo uma aprendizagem. Com certeza a aprovação deste único projeto que é seu e só seu calou a boca de muita gente e vire uma leoa pra defendê-lo e não deixe ninguém interferir onde não foi chamado hahaha
Parabéns! E que em 2017 você arrase! Beijos


Yay, que delícia ler você de novo!! Estava com saudades.
E bom, meus parabéns pelo projeto!!
Que 2017 seja ótimo pra você!!
Beijo


cara... PARABÉNS!
sambou na cara dos elfos!
que 2017 traga consolidaçäo pra essas mudanças.

... e que traga mais apariçöes por aqui pq o hunfs faz falta :}


Luana, leio teu blog há alguns anos, não te conheço mas posso dizer q vc é foda! Parabéns!!!! Adoro ver vc falando das suas conquistas incríveis de um jeito tão simples!
Apesar dos perrengues, no final dá tudo certo pra quem faz o bem, né? Desejar socar a cara de alguém de vez em quando não nos torna pessoas más, afinal somos humanos, hehe, mas a gente sempre pode melhorar.

Feliz 2017!


Luana, parabéns! Eu tava com muitas saudades do seu blog hehehehe
E eu me identifiquei muito com esse seu post.
Eu comecei a namorar em 2016, sete meses depois terminei tendo a ex trabalhando no mesmo local que eu (não recomendo, risco de ficar louca) e eu tô fazendo exatamente essa cara pra ela e para as amiguinhas que insistem em tentar me irritar. Tem uma moça em especial que é desesperada para me contar coisas que ela anda fazendo com a minha ex, do tipo: "hoje eu vou embora com fulana", "hahahah, fulana me comprou cigarros", "fulana é tão interessante", claramente com aquela cara que mostra a intenção de fazer com que eu entre em colapso ou em competição. Minha resposta: "ok, e daí? a gente se vê amanhã", mas por dentro é: "eu vou te dar um soco tão grande que você vai esquecer o seu nome, garota!"


Felipe - Nao eh? Cara, eu realmente nao entendo qual a necessidade de diminuir o outro dessa forma... Mesmo que o projeto fosse uma merda, da incentivo, sabe?

euretrato - Oi querida! Por mais bonus do universo, ne? Que mundo doido!

Maira - bora que a gente consegue

Fulana - tem coisas que nao eh nem vergonha alheia, eh mudanca total de visao de mundo. Dai enche o saco ficar justificando coisa que eu nao penso mais... entende?

Juliana - Juuuuu! Tira a poeira do seu!

Ione - que 2017 seja bom pra todos nos! Eu sei que as estimativas nao sao la muito boas, mas a gente tem que se esforcar, certo? um beijao

Eliana - voce sabe bem o tipo de coisa que a gente vive por essas bandas por ser estrangeiro... Eh um dia de cada vez. Otimo 2017 pra ti!

Barbara - que 2017 seja otimo pra voce tambem!

Ana Jahne- vou tentar escrever mais, nao eh falta de vontade, eh falta de tempo... Voce tambem, nao some!

Ana - ola!!! Eu fico tao feliz de ver que tem gente que le as coisas que eu escrevo. Sentir vontade de socar alguem eu tambem acho que eh normal, o problema eh socar alguem de fato... hehehehe

Thalyta - Trabalhar com a ex... JEZOZ, como faz? Eu imagino a quantidade de oportunidades de socar a cara das pessoas que voce "perde" por dia. "Ex" eh aquela entidade que fica assombrando a nossa vida, ta louco! Boa sorte e respira fundo!


Luana, é HORRÍVEL, juro!!
Cada dia é uma coisa nova e nessa adaptação de viver sem a pessoa é bem foda... mas vamos superando e respirando fundo :D


Entendo esse processo tin-tin por tin-tin pois sou engenheira de montagem de projetos cientificos, o que quer dizer que não escrevo uma linha da parte cientifica mas dou pitaco e checo a adequação financeira e legal dos projetos que o povo da minha equipe manda. Vivo o seu cotidiano de busca por financiamento, visto que meu emprego é financiado pelos overheads desses mesmos projetos, e so posso te parabenizar pela conquista porque se o mundo da pesquisa ja é dificil com apoio, sem apoio ele é apenas impraticavel. Mas você pratica porque você é show! Keep going.

Web Analytics

Copyright © 2009 Hunfs All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.