11

Standing by the wall

Posted by Luana on 10:26
Sai ontem do Crossfit* (plubi post... HAHAHAHAHA... claro que nao!) tarde. De quinta feira eu nunca consigo fazer aula num horario bom, porque o professor eh muito gente boa e todo mundo gosta dele, em oposicao ao outro cara que ta quase todos os dias la. 

Cheguei em casa eram quase 22:00... Isso em terras elficas quer dizer: ruas absolutamente desertas, todos os elfos bonitinhos em suas casas dormindo. 

Fui estacionar o carro no estacionamento aberto que fica ao lado do meu predio. Aqui eh seguro o suficiente pra deixar o seu carro num estacionamento aberto. 

Sai do carro, estava escuro... Um cara esquisitao, de bicicleta, me abordou. Ele parecia bebado, ou drogado, nao sei dizer. Nao estava violento, mas falava estranho demais (ou eh o meu holandes que eh uma bosta). Ele falou "boa noite" eu respondi (eh automatico, ne? Alguem fala "oi", voce responde). Ele foi chegando perto e eu senti que ia dar merda. 

Ele comecou a falar umas coisas que jamais saberei o que eram... E foi chegando perto... 

Prevendo que vinha merda, eu disse, o mais alto que pude (sem parecer desesperada) que eu nao falava holandes, falei isso em holandes fluente, o que agora pensando, foi bem burrice minha... Enfim, eu falei que nao falava holandes, pedi desculpas - isso tudo enquanto andava pra longe dele... 

Dai dei um sorrisinho maroto, me abracei pra mostrar pra ele que eu estava com frio (e de fato, estava 4C e eu estava com as roupas de academia) e sai correndo... Deu pra entender? Pra nao correr dele de medo e, talvez, criar uma reacao dele correr atras de mim, eu corri por motivos de frio... Pra um cara bebado/drogado isso levaria um tempo pra ele processar. 

Meu predio nao tem porteiro. A gente usa uma chave pra entrar no predio... Se ele tivesse corrido atras de mim nao ia dar tempo de abrir e fechar a porta... 

Felizmente, eu entrei no predio, fechei e subi pro meu apartamento. Coracao estava na boca, as pernas tremeram... Se tem uma coisa que eu gosto do meu cerebro eh que ele toma a dianteira em situacoes assim, me salva e so depois surta... 

Maridon estava em casa, contei o que havia acontecido e conseguimos ver o cara la em baixo, vagando... Chegou um carro no mesmo estacionamento, mas era um homem, dai o cara (da bicicleta) foi embora.

Parece uma historia corriqueira pra voce? 

Nao deveria ser...

Sabe aquela pesquisa de opiniao, que mostou que a grande maioria das mulheres prefere encontar com o capeta no meio da noite, do que com um homem? Eu sou uma das que teria respondido que sim... Eu prefiro encontrar com o capeta, do que com um homem...

Porque a gente nunca sabe o que vai acontecer. Se o cara vai apenas desejar boa noite, se vai pular em cima de voce, se vai ter estuprar, se vai te matar, se vai te bater! Eh um sentimento de medo que nos persegue o tempo todo. Eh aquela inseguranca TODA  vez em que eu me encontro sozinha num lugar escuro... 

E voces vejam... Quando um politico fala que uma mulher nao quer empoderamento, mas quer mesmo ser amada, ele esta banalizando um problema TAO serio que eu honestamente nao entendo como esse tipo de discurso nao eh crime. 

Porque eh a banalizacao que faz com a nos, mulheres, soframos com tanto medo, tanta violencia por ai. Aposto que cada menina que esta lendo esse post agora conhece alguem proximo que sofreu algum tipo de abuso. Eu conheco varios casos de estupro, dos mais diversos: a moca que estava sozinha na balada e tinha bebido demais, aquela que sofreu abuso do proprio namorado/marido, a que estava indo pra aula e foi atacada DENTRO do campus da faculdade.... E por MUITO pouco eu nao entrei nessa lista... No caso do cara que entrou na minha casa, ou quando o maluco tentou entrar no meu quarto de hotel.. Um caso foi no Brasil, o outro foi na Franca...   

Pra finalizar, deixo aqui uma musica linda, do David Bowie, cantada pelo Prince... 2016 ta foda!

 

|

11 Comments


Eu quero ser empoderada, SIM, pq amada eu já sou!!! #SujeitoBabaca


Quanto tempo que eu não via posts aqui e tem vários!


SIM, entendo completamente seu medo e infelizmente, há mais de 2 anos, eu porto spray de pimenta já engatilhado para descer do meu carro e entrar em casa. Ou andar com meu cãozinho pela rua, ou comprar água na padaria.

Já utilizei uma vez - no trânsito...



Realmente é horrível a sensação de ter só vc e um homem desconhecido na rua. Acho que nenhum homem sentiria isso ao cruzar com uma mulher em uma rua deserta. E quando a gente contesta isso e aparece gente dizendo que é paranóia, que não tem nada a ver, dá vontade de sair berrando!
Outro dia um estava conversando com uns colegas do trabalho sobre assedio no metro ("cantadas", olhares, passada de mão..) e um colega veio com a infeliz frase "mas tem mulher que pede". Fiquei puta da vida. Disse que ele não tinha ideia da merda que é todo santo dia entrar no metro já pensando nas estratégias para ninguém te assediar (ficar longe de homem, não usar decote, nao usar calça justa, encostar na parede), coisas que não deveriam acontecer. O pior é que esse colega tem filha e não pensa na merda que está falando. Infelizmente, um dia essa menina passará por situação parecida.
É triste...


Todas temos histórias, né? E 2016 tá apavorante!


Sei que é feio, mas posso desejar a morte pra essas pessoas?

Já fui atacada com e sem sucesso e só posso reforçar o q vc mesma percebeu: vc teve mta mta sorte e eu tb prefiro o capeta!

Por um mundo com menos doentes maníacos :)


Olha, pode falar o que quiser... que aqui é seguro e todo um bla bla bla, mas eu não dou bobeira mesmo. O que tem de casos de "oportunidade" não está escrito. É uma falta de respeito. Automaticamente estamos sim olhando pra todos os lados e de olho em cada "homem" que por acaso venha na direção na mesma calçada num horário mais tranquilo. Veja bem, nem é medo de assalto mas de uma abordagem muito pior que atinge a integridade. Já fiz marido ficar olhando da janela, ir me encontrar, me esperar...sabe-se lá de onde o traste pode surgir.
Agora como disse a Ana Célia, que o cara disse que tem "mulher que pede". Pede o que? A interpretação tá na cabeça de quem? E sim, a maioria dos homens são pais e de meninas.
Ainda bem que você chegou em casa, sã e salva!


O capeta pode ser mais simpático. É tão sério isso para estar na boca de um parlamentar babaca! Medo de onde esse país vai parar. Bjs


A "nova" moda aqui de BH é darem um remedio na balada para a menina ficar grogue e ser estuprada... Aconteceu com minha vizinha a sorte dela que ela desde ficar grogue desmaiou chamou a atenção...E uma mulher mais velha (minha vizinha é adolescente) levou ela para um hospital mais proximo.

E isto em paralelo ao que ja mencionei no blog da Fulana, a moda agora é ocupar espaços publicos em BH... mas isto desanima...


Seu relato me trouxe a lembrança (acho que já contei aqui no blog) da amiga que chegando em casa, no estacionamento do prédio (aberto, igual ao seu), notou um indivíduo indo em direção dela e que abaixou um capuz quando foi visto. Em plena luz do dia, em Londres. A amiga fez escândalo, o marido e amigo reagiram rapidamente e isso espantou o infeliz. Mas sabe-se lá o que teria rolando se ele não tivesse fugido. Duas mulheres que estavam num ponto de ônibus próximo o viram fugir num carro com outro cara que tava esperando.
Mais uma de tantas histórias que infelizmente rolam todo dia. Mas algumas pessoas pensam que por ser na Europa, não há o risco.
Até hoje, aqui em BH, "só" sofri abordagem estranha na rua igual essa que vc relatou mas nada mais grave. A sensação é de sumir as pernas, o sangue do corpo. Prefiro mesmo dar de cara com uma assombração!


Olha Lu... nunca chegou a acontecer nada efetivamente e nem quase (só tenho a agradecer!!), mas acho que TODA mulher sabe qual é o sentimento de andar sozinha à noite pelas ruas, e se surgir alguém então... dá um pânico!!!
Esse sentimento geral deveria dizer algo a todos... impressionante ainda ter gente negando nossa situação.


Olá minha top nerd favorita, saudades de vir aqui, dos teus posts..esse te confesso que foi meio assustador pois, como tu mesma lembraste, sempre tem alguma história que alguém sabe ou viveu sobre esse tema-bem,fica o registro que nem todas viveram para contar depois...credo! Eu só vivi algo parecido uma vez, e bastou pra me deixar com as antenas ligadas pra sempre. No teu caso, eu teria feito o mesmo: sebo nas canelas, "tá frio, né, moço? hasta la vista baby" (in a perfect dutch,of course ahahaha)
Não dá pra ficar vacilando, não tem mais lugar 100% seguro, nem no primeiro mundo, infelizmente...

Web Analytics

Copyright © 2009 Hunfs All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.