34

Bangkok [4]

Posted by Luana on 10:23 in
Dia seguinte a visita ao templo budista (aqui) fomos visitar o palácio real Tailandês. Mas primeiro eu devo contar que acordei parecendo que tinha catapora, porque tinham muitos milhões de pernilongos no nosso quarto de hotel - deixamos as janelas abertas durante o dia e esquecemos de fechar.

Maridon acordou parecendo que tinha catapora também? Nao! O sangue dele não eh tao delicioso, nutritivo, sabor Danoninho igual ao meu. Eu sou, meus amigos, uma iguaria "pernilongal"... Chefes pernilongos cobram uma fortuna para servir pratos a base do meu sangue. Tanto que quando souberam que eu estava na Tailândia resolveram fazer uma peregrinação ate o meu quarto para coletar matéria prima. Ate achei que tivesse sido atacada pelo conde Drácula de Bangkok, mas os pontinhos pelo corpo não deixaram duvidas. Passei o resto da viagem me cocando muito, devido a minha alergia. Eike delicia!

Bom, o Palácio Real (Phra Borom Maha Ratcha Wang) fica numa parte da cidade em que o metro não chega... No lugar de pegar o Tuc tuc de novo, resolvemos passar por outro tipo de perigo, o taxi-barco. 

Eike água limpa, só que não!
Existem dois tipos de barcos-taxis. Um que eh para turistas, uma especie de tour com uma pessoa que fica la fingindo que fala inglês - não da pra entender NADA -, e outro que eh usado por tailandeses, onde vão todos em pé e apertados. Nos tentamos comprar as passagens do barco mais barato, onde vão os tailandeses, mas o cobrador espertinho fingiu que não entendeu e nos cobrou o do outro barco, para turistas. 

Ao longo do trajeto vimos muitas casas da palafita na beira do rio. Esse rio eh muito sujo, tem muito lixo boiando - me lembrou o rio perto da cidade proibida la na China. 

Casinhas de palafita em frente ao templo budista.
Quando chegamos ao nosso destino haviam muitas pessoas vendendo bugigangas (made in China) e comidas no caminho que levava ate o palácio. Uma pessoa vestida de policial nos abordou e disse que aquela era hora de almoço e o palácio não estaria aberto. E ainda disse que nossa vestimenta não estava apropriada para entrar e que ele podia nos ajudar a comprar pecas baratas e adequadas (hunnnnn... Sei...). Ignoramos e seguimos em frente. Como suspeitamos o palácio estava SIM aberto e o cara só tinha tentando nos vender alguma coisa, com a desculpa de estar nos ajudando. 

Contudo ele estava certo em relação a nossas roupas. Tanto eu, quanto Maridon tivemos que nos cobrir (esses brasileiros desaforados!). Isso foi estranho, porque usei a mesma calca (ate o joelho) para entrar no templo budista no dia anterior e ninguém tinha falado nada. Felizmente eles emprestavam roupas para os turistas e eu entrei usando uma saia maravilhosa (hahaha) azul combinando com a minha blusa. 

Dai, logo que entramos nos deparamos com uma bando de menininhas (lindas!) vestidinhas para algum tipo de cerimonia.

Mostrar os ombros pode, ne? mas o meu joelho não!
O palácio eh um aglomerado de prédios, parecidos com os prédios do templo do dia anterior, com muitos detalhes coloridos, estatuas, budas (budas e mais budas).


Esse lugar foi a residencia oficial dos reis da Tailândia de 1782 ate 1925. Ate hoje ele eh usado para cerimonias religiosas e reais. 


Muitos dos prédios são urnas funerárias. Essa da foto abaixo, por exemplo, tem demônios sustentando a pedra "brilhosa" (puro ouro, Inshalá!). Quem ai não quer um tumulo com demônios?  


Entre um prédio e outro, estatuas representando espíritos protetores.

You shall not pass!
Andando pra la e pra cá comecei a ver uns turistas com umas calcas muito horrendas, coloridonas, feiosonas, sem estilo (ne, Madi?). Dai eu vi dois turistas com a MESMA calca horrorosa e dai comecei a suspeitar. Não era o mesmo tipo de calca que eles emprestavam para os turistas vestidos impropriamente. Lembram do policial tentando vender roupas "de respeito"? Pois eh, tem turista que cai e compra! Agora vejam vocês mesmo que lindeza. 

Lindeza!
Dentro desse palácio fica a maior estatua de buda feita de Jade da Tailândia (alias eh tudo assim, o maior buda cor de abacate deitado, o maior buda azul jogando Play Station). Esse buda em questão eh chamado de buda de esmeralda, mas na verdade ele eh feito de jade. Precisamos tirar os sapatos para entrar no prédio em que a estatua se encontra e dai fica um guardinha la dando bronca em todo turista mane (eu) que não sabe que não pode apontar pra estatua do buda, ou sentar com os pés em direção ao buda (eu de novo). Ah, não pode tirar foto do buda, dai que a minha tentativa de foto saiu essa beleza ai abaixo. 

Quem eh esse Robert na frente da minha foto linda? nao sei!
Dai deu hora da reza e os monges chegaram em fila indiana. Sei la de onde eles saíram, só sei que vieram todos descalços. Eu não posso entrar com meu tênis no templo do buda de esmeralda, mas eles podem entrar com o pezão sujo de fora, né? Logico que as minhas meias ficaram imundas depois disso.

Mostrar o ombro esquerdo pode, meu joelho não!

Depois de andar bastante chegamos num complexo de prédios mais modernos, mas com o mesmo tipo de decoração e cores.



Depois que saímos do palácio encontramos uma especie de feirinha, com comidas. Esse povo só come! Essa barraquinha abaixo tem todo tipo de "salgadinho", como lula seca, peixes secos. Sem fazer cara feia, gente... Esses trequinhos vão super bem com uma cervejinha gelada.
  
Cheetos, eh impossível comer um só.
Nossa próxima parada foi o templo do Amanhecer (Wat Arun), que consiste em uma torre única. Estima-se que o templo exista pelo menos desde do começo de 1600. O buda de esmeralda, citado acima, ficava nesse templo inicialmente. A torre eh muito bonita, tem 70 metros e da pra subir, pelas escadas íngremes. Toda a torre eh feita de porcelanas coloridas. Paga-se 50 Baht (1,25 Euros) para entrar.

"o maior buda dourado, sentado com a mão no joelho direito"
Saimos do templo do amanhecer ja a noite e lembramos que não havíamos comido nada o dia todo. Estava tao calor que nos limitamos a muitas e muitas latinhas de "Est" (não sabe o que eh Est? Explico aqui). Foi quando Maridon teve a excelente ideia de irmos para uma região cheia de sul coreanos para jantar. Encontramos muitos e muitos restaurantes e la escolhemos um que servisse Churrasco Coreano. Voces já comeram alguma vez? Eh uma DELICIA (falou a pessoa que comeu inseto, ne? haha). Mas serio, eu experimentei pela primeira vez por causa de Maridon, que morou um mês na Coreia do Sul, quando fazia doutorado. Ele voltou todo animado com a comida e na primeira chance fomos comer churrasco num restaurante em Paris, eu amei!


O negocio funciona assim: tem uma mesa com uma grelha no meio (foto abaixo), dai trazem muitos potinhos com coisinhas apimentadas (cogumelos, vegetais, picles e outras coisas que eh melhor nem tentar saber o que eh, só provar). Dai trazem pedaços de carne (porco, boi e frango) e você vai grelhando, enquanto come as coisinhas apimentadas.




hunnnnn!




Carninha!

Pedimos uma garrafinha de vinho coreano, chamado Soju, que já existe ha muitos e muitos seculos (segundo o Wikipedia desde que a Coreia foi invadida pelo império Mongol no seculo XIV). Soju lembra um pouco o saque japonês, mas eh mais forte, no sabor. 
 

Soju
O vinho foi mais pra fazer uma graça, porque com todo aquele calor e ainda comendo churrasco o jeito foi pedir mais latinhas de "Est".

Depois de comer fomos ver a tal rua famosa, o distrito da luz vermelha, chamado "Soi Cowboy". A rua eh uma amaranhado de bares com luzes coloridas, com tiozoes bundões de todo o mundo procurando por menininhas e menininhos.que.parecem.menininhas (os lady-boys), o lugar eh bastante seguro e tem sempre algum indiano tentando te vender relógios Rolex (oi?). Na frente dos bares lê-se "ninguém aqui dentro tem menos de 20 anos e não eh permitido uso de drogas". Nos so demos uma olhadinha, não paramos em lugar nenhum e logo fomos embora. A experiencia eh praticamente a mesma que se tem em Amsterdã. Um monte de turistas curiosos e entre alguns, uns tontos que vão la pra procurar prostitutas (eu não tenho a menor simpatia por prostituição). Em algum lugar dizia: "se a mulher que esta dando em cima de você eh muito linda e muito arrumada, ela provavelmente eh um homem" - eu ri!

foto daqui.
O que não fizemos em Bangkok? Certamente tinham muitas outras coisas legais para fazer e ver e com apenas dois dias tivemos que escolher. Mas uma coisa que decididamente não fizemos foi passear de elefante. Procurando por lugares para ir e tours para fazer vimos que em todos os casos os elefantes são mal tratados. Inclusive no parque chamado Khao Yai, que deveria ser uma reserva de proteção a fauna e flora. Li e vários blogs pessoas dizendo que o passeio eh super bacana, ate que o guia comeca a machucar o elefante, muitas vezes sem necessidade aparente. 

Bom, eu nao pago para ver animal nenhum ser mal tratado. Posso adicionar isso a minha lista de coisas que eu nao fiz, com muito orgulho (bem como eu nao andei de camelo na Jordania, pelos mesmos motivos). 

A Luana conseguiu contar todas as aventuras de um dia num post so! Todas comemora! \o/

A palavra em Flemish de hoje eh Olifant = Elefante

|

34 Comments


UHUHHHHHHH adorei. Adorei os prédios mais modernos do templo. Q lindos. Poxa vc não comprou a calça? Perdeu então, pq ela era linda e vc poderia usar no sorteio do niver do blog, todo mundo iria cair matando pra ter a calça mega estilosa ehehhehehhe

BJs


Por partes, então:

1. Também tenho sangue saborosíssimo para mosquitos. Uma vez contei mais de 35 picadas, que ficaram inflamadas até eu tomar uma injeção de anti-inflamatório;
2. A polícia na Tailândia é bastante picareta, digo, gentil, né?
3. Preciso comer esse churrasco coreano!!!! Deu fome aqui às 8h da matina...
4. "se a mulher que esta dando em cima de você eh muito linda e muito arrumada, ela provavelmente eh um homem" - rachei de rir da cara dos tiozões. Imediatamente fiquei triste por os rapazes estarem se prostituindo.
5. Vi um documentário sobre os maus tratos aos elefantes nos países orientais e, definitivamente, também não faria o passeio. Pra que incentivar esse tipo de cultura, né?

Ufa!

Beijos


Ahaha a calça que o turista comprou serve de pijama pow! Elegantíssimo! Eu adoooro yakiniku que é esse churrasquinho na mesa. Comia direto no Japão.

A Tailândia tem cara de lugar sujo e fedido, é isso mesmo?

Kisu!


Que lugar bem maluco mas com coisas lindas! Eu já tinha ouvido falar nesse buda de esmeralda (jade) no tempo que eu lia o gibi da Barbie (isso existia e eu lia hahaha) e a Barbie colocava uma saia comprida e se ajoelhava pra não apontar os pés pro buda. Agora, esses malandros querendo pegar turistas me lembra muito o Brasil sil sil!
E o churrasco coreano é igual ao fondue que vendem lá na serra gaúcha, mas com uma pedra tipo grelha pra você ir fazendo seu churrasquinho enquanto come mil comidinhas e molhos em potinhos diferentes.
E palmas pra ti que não andou de elefante, eu faria o mesmo!


Adorei! Mais um lugar para visitar antes de morrer XD E adorei essas calças dos turistas hahaha É muita inocência, né? Nem eu cairia nisso... Mas o lugar é lindo!
www.analogicbea.blogspot.com


Chooooquei com o tanto que os guardinhas lá se aproveitam dos turistas.

E paulista (cof) falando mal de rio sujo é óóótemo, neh? HAHAHA

"alias eh tudo assim, o maior buda cor de abacate deitado, o maior buda azul jogando Play Station" --> HAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHHAAH q q isso! o melhor do melhor do melhor país com os maiores dos maiores dos maiores budas? hehe.. que povinho megalomaníaco! Freud explica, hein.. HAHA

"se a mulher que esta dando em cima de você eh muito linda e muito arrumada, ela provavelmente eh um homem" HAHAHHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHA

vou rir eternamente disso!






Realmente não se pode confiar nas pessoas nem nos policias!!! Deve ter sido uma viagem muito boa =)


E a comida lá é mesmo barata? *-*
Eu morro de medo dessas estátuas. Mas lembram um pouco aquele clipe do Michael Jackson. Elas bem que poderiam sair dançando ♥


adorei haha, mas as calças dos turistas era muuuito diferente das que emprestam para os turistas?


Oi Lu!

Que coragem, de novo, por comer aquelas coisas esquisitas! Já disse, sou fresca, n]ao conseguiria comer isso :P

Adorei o post, muito bacana. Também não faria o passeio de elefante pelo mesmo motivo. Ia é ficar revoltada e sair xingando os caras até a décima geração!

Triste meninas e e meninos se prostituindo assim, né? E pior é ter gente que incentiva isso (como os elefantes).

Beijos!


kkkkkkkkkk meu sangue é tipo o de maridon, indigesto para os moskitos! ri demais da saia do turista!
olha, lula seca eu comeria! rs


Oi Luana, adorei o post! Que lugares mais lindos, dá muita vontade de visitar, mas ter que preocupar com roupa, gente te passando pra trás, ai que preguiça, vou pensar um monte antes de ir lá, apesar de estar gostando muito da sua série hehehe

e respondendo sua pergunta de semanas (oi, sou lerda), eu mudei de blog sim, mudei de nome e endereço, mas todos os posts do blog antigo estão no novo.

beijos!


Uma grande viagem, com certeza! E desconfio que vc leva um bloquinho de anotações durante o passeio, vc narra detalhes que passam pela nossa cabeça quando vemos, mas que na hora de escrever esquecemos( os comentários dos monges e das menininhas dos ombros de fora, por exemplo). Acho muito bacana isso!
Bj


Pernilongos fazem isso comigo também... Somos pura doçura!


Esse post me deu uma idéia pra ficar rica na Thailândia,é o seguinte:o que tu acha de eu montar uma barraquinha (ou várias,uma cadeia de barraquinhas,nos templos principais) com um letreiro em neon pink(tem que ser brega,né?) em todos os idiomas possiveis: "Templo fashion da Madi: não caia em roubadas,vista-se com respeito e muito glamour aqui!" E eu ainda colocaria umas dançarinas e uns gogo-boys na frente pra demonstrar minhas criações,teria o dia da promoção "compre 1 calça e leio a sua mão",compre 1 lenço e ganhe um pacotinho de gafanhotos fritos com gergelim...Eike delicia!
Mas falando em delicia,tu insiste com aquelas baratas fritas,né? Eca,só de olhar me dá náuseas...ahahaha...


A julia reclama a mesma coisa... engraçado isso.


Mas outro policial sem vergonha? Afe, eu achava que isso era coisa de brasileiro querendo "dar migué" em turista, mas pelo visto por aí onde vc andou é bem comum, né? Me dá uma raiva essas coisas, grrrrrrrrrrr...
Hahahahaha, fiquei uns 5 minutos rindo das calças de respeito, nossa senhora, que coisa tristeeeeeeeeeee!
E machucar o pobre elefantinho não dá, né? Fozeram bem em não ir.
:)


Luana, eu li todas as suas aventuras na terra do alfabeto degringolado e adorei. Queria vir aqui comentar mais, mas enquanto eu uso o reader do celular que nao me deixa comentar com o meu google usuario eu fico só na leitura mesmo.

beijocas


Eu também sou iguaria pernilongal... que RAIVA!

Lu, a tailandia é uma delicia, eu amo, amo, amo. mas a gente tem que se policiar pra nao sair dando porrada em gente a torto e a direito, por que como muito pais pobre, as pessoas tem aquela gana de passar o turista tonto prá traz.

E esse engocio de machucar animais, também parece ser universal. PQP. Já arrumei muita briga em viagem por causa de burro, camelo, jegue, cavalo.


Me divirto com seus posts. Tremenda humorística.

Beijos


Tremendamente humorística.... ave... que erro grotesco.. RS. Beijos....


Haja coragem pra botar uma roupa daquelas...rs


Parabéns por um post só pro dia inteiro hahahaha.
Incrível esse lugar e adorei o churrasco, hahaha

CHEGUEI! na terça, hehe.
Nossa...já fui comprar roupa pra neve ne, pq sabado essa coisa branca me espera e essa regiao ja me botaram medo pro friozao, rs

bjjjjj


Um choque cultural, não?! Muito interessante os costumes, comidinhas (acho que não sou forte o suficiente pra comer insetos, em compensação, achei a cara do churrasquinho maravilhosa!), entre outras coisas... Mas vamos combinar que aqui pela Europa (pelo menos nos lugares que visitei na Itália) eles também são cheios de nove horas com esse negócio de roupa. Eu deixei de conhecer igrejas em Veneza e Milão por exemplo, porque estava com um vestido de alcinha and até o joelho. "Santa" hipocrisia. Espertões, a gente encontra pelo mundo inteiro mesmo né....
Beijinhos!


Luana, adorei as aventuras em Bangkok! Tenho mta vontade de conhecer. Fiquei horrorizada sobre o tratamento com os elefantes. Sabe que hj em dia eu nao consigo nem ir a Zoologico por conta da forma que os animais sao tratados? Eu acho que estou ficando velha, e neurotica de vez!!! Bjss


Não andar de elefante foi quase tão bom quanto todo o resto que vc fez. Congrats!! Ganhou mais ainda o meu respeito.
Ah, adorei o churrasco coreano. Vou ter que dar um jeito de comer um boi inteiro agora, pra não ficar com vontade!
Beijos


"se a mulher que esta dando em cima de você eh muito linda e muito arrumada, ela provavelmente eh um homem" - eu ri 2354 X 77
Adoro churras coreano. Tinha algo mais pra comentar mas me perdi no meio desse post-livro-guia turístico de Bangkok.
Mas JURO que li, entendi e amei tudim.


Na minha sala de aula tem uma porrada de tailandês. Eu morro de medo do que eles dizem. Mas tenho curiosidade em visitar a Tailândia, parece ser bonito. Mesmo que com esse post eu ainda não saquei se você curtiu ou não... Haha.


Palmas para Luana que conseguiu acabar, risos
Adorei o churrasco, pelo menos é reconhecível!
Muito bom viajar com você.
beijão
Jussara


Ser comida de mosquito é a pior parte de tudo! Tenho problemas com eles também!
Gostei da iniciativa de não andar de elefante por causa dos maus tratos. Alias, acho que quem maltrata animais devia passar por uma longa sessão de tortura! Odeio muito!!!


Tem umas experiências assim bacanas, como comer insetos e tal, que definitivamente eu ainda tenho uma certa resistência para encarar. Desculpa gente. #mufinafeelings

Cavalos, burrinhos e elefantes têm um olhar tão triste!

A melhor parte do post sobre as suas viagem é poder conhecer um pouquinho de tudo junto com você. =)

Beijo
ps: tudo sobre controle again de novo outra vez, obrigada pela força.


PARABÉÉÉÉNS! linda sua decisão de não andar no elefante! tenho um trauma enorme com isso, uma vez fui no circo quando era criança a minha tia quis porque quis que eu fosse tirar foto com elefante - eu já não queria - ela pagou e eu fui, e o homem começou a bater loucamente no bichinho do nada, nunca mais consegui gostar de nada que envolvesse circo/bichinhos, mas voltando aos budas QUANTOS budas e afins D: hahahaha muito engraçados eles, e que coisa mais horrivel esses policiais né? uma coisa que me deixaria insegura lá é diferenciar esses "policiais" dos policiais de verdade, mas que bom que deu tudo certo pra vocês!!

beijo :)


Fala sério né, parece outro mundo...
um dia quero conhecer...
bjsss


Kkkkkkkkk...meu marido tbém têm o sangue como o teu...delicioso...tadinho!! Sorte minha porque os bichinhos vão TODOS nele e eu...durmo tranquila!!! beijo
Vivi

Web Analytics

Copyright © 2009 Hunfs All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.