1

A palo seco (ha cancões e ha momentos)

Posted by Luana on 22:00
A Borboleta, que sempre toca em assuntos que eu prefiro tratar no meu intimo (porque eu não sei expressar da maneira linda que ela sabe), escreveu esse post sobre as cancões que nos desnudam. 

Belchior... Ahhhh.... Se todas as pessoas soubessem sobre o que ele fala, se todas as pessoas sentissem a mesma dor/paixao... 

So Belchior para completar Bilac 

"Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso!" E eu vos direi, no entanto
"Enquanto houver espaço, corpo
Tempo e algum modo de dizer não, eu canto"

So Belchior para traduzir o que eu sinto, como brasileira, física, metropolitana, do mundo/no mundo. 
 
Então, quando Borboleta perguntou qual musica me despia, não tive duvidas: A palo seco
Se você vier me perguntar por onde andei
No tempo em que você sonhava.
De olhos abertos, lhe direi:
- Amigo, eu me desesperava.
Sei que, assim falando, pensas
Que esse desespero é moda em 73 (2011 and so on).
Mas ando mesmo descontente.
Desesperadamente eu grito em português:


- Tenho vinte e cinco anos de sonho e
De sangue e de América do Sul.
Por força deste destino,
Um tango argentino
Me vai bem melhor que um blues.
Sei, que assim falando, pensas
Que esse desespero é moda em 73.
E eu quero é que esse canto torto,
Feito faca, corte a carne de vocês.

|

1 Comments


Linda Letra, mas a gripe derreteu completamente meu cérebro pra que eu possa apreciá-la por completo!

Web Analytics

Copyright © 2009 Hunfs All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.