7

Mas o que me ocupa tanto?

Posted by Luana on 21:12 in


Me inspirei no post da Olivia para falar um pouco sobre a minha pesquisa... O que é que me fez largar família e amigos no Brasil e vir me aventurar na zorópa-do-norte?

O caminho foi longo e meio tortuoso, com paradas nos EUA e na Suécia... Mas isso é assunto para outro dia... O fato é, eu trabalho com dosimetria em aplicações médicas.

oi?

Explico... Radiação ionizante (aquela das fontes radioativas, por exemplo) interage com as células do nosso corpo (com qualquer tipo de matéria, na verdade)... Como essa interação acontece e quais as consequências dela é o meu trabalho. 

Quando os físicos - sim, nós somos xeretas - descobriram a radioatividade e os efeitos da radiação ionizante, eles estavam na verdade procurando saber de que os átomos eram formados. Marie Curie passou anos brincando de irradiar os dedos com Polônio e provavelmente o câncer que a matou foi devido a isso (já seu marido Pierre foi atropelado por uma carruagem, tisc, tisc). 

Descobriu-se logo cedo que radiação ionizante pode matar... Muito rápido e dolorosamente, se a quantidade de radiação (chamada dose) for muito grande (alguém se lembra daquele acidente em Goiânia anos atras com uma fonte de Césio137?), ou por indução de tumores malignos, a longo prazo (casos de leucemia, por exemplo, em sobreviventes de Hiroshima).
Microscopicamente falando (bem simplificadamente), é como um monte de bolinhas passando pelas células... 



a) Se uma bolinha bate em uma das fitas de DNA (a verde, acima, por exemplo) e ela se quebrar a célula precisará reparar o dano, para que na próxima divisão celular seja possível fazer uma copia idêntica da célula mãe e assim continuar normalmente com as funcionalidades dessa célula...    

   a.1) Se a célula não conseguir re-grudar a fita quebrada a célula não conseguirá mais se dividir e morrerá.
   a.2) Se a célula se confundir e usar uma base errada na região que foi  afetada cria-se então uma mutação genética. Se essa célula conseguir se reproduzir, suas filhas terão a sequencia genética errada da mãe e ai começa um tumor (estou falando de uma forma bem simples).

b) Se tem muitas bolinhas passando é possivel que elas quebrem varias regioes da fita de DNA e seja impossivel reparar o dano - a célula não poderá se dividir mais, nem organizar a criação de proteínas essenciais para seu funcionamento e então morrerá. Imaginando isso em larga escala, mata-se uma grande quantidade de células ao mesmo tempo.

Bom... Imaginem que a.2) aconteceu... Alguém desenvolveu um tumor maligno, um bando de células malucas, se dividindo sem parar, sem funcionalidade... Mas célula é célula, maluca ou não... O que os físicos - e depois os médicos - descobriram é que o mesmo efeito ruim da radiação, que mata gente decorrente de armas nucleares, pode ser usado para fins benéficos... Identificando a região em que está o tumor e jogando um monte de radiação nele para que aconteça o caso b), ou seja, para que todas essas células morram. 

Nasce assim a radioterapia!!! 

Eu não falei ainda o que é dosimetria, não é? Chego lá... no próximo post...




|

7 Comments


Apesar de não entender nada sobre isso, seu trabalho é lindo e ajuda a salvar vidas. =)
Já escreveu alguma coisa a respeito?


E eu te perguntando se conhecia a história da Marie Curie ali em cima... haushuashaushaus


hahahahaha...

Eu tenho artigos publicados, mas eles são técnicos demais... Isso é uma coisa que eu não gosto muito dentro da ciência, a gente não sabe falar de uma maneira que todo mundo entenda...
Eu dei uma entrevista uma vez sobre a historia do Raio-X... mas eu não sei direito onde foi publicada... Foi para uma amiga que fazia pós em historia da ciência... vou perguntar pra ela e te passo...


Ahh eu vou gostar. É por isso que considero a divulgação científica uma coisa interessante, pois torna trabalhos como o seu mais acessível e compreensível à popuilação em geral.


Sempre tive muita curiosidade sobre a radiaçao, desde que era criança e ouvi na televisao sobre o incidente de Chernobyl. Jà o simbolo da radiaçao me causa taquicardia, me assusta, nao sei ao certo o porque.
Vi o documentario feito sobre o incidente de Goiania, estarrecedor.
Mas falando deixando prà la o lado "obscuro da força", tambem sempre tive muita curiosidade sobre a radiaçao em tratamento de cancer. Obviamente sou analfabeta neste aspecto, mas sempre foi um assunto me gerou curiosidade. Parabens pelo seu trabalho!


Super didàtica a sua explicaçao :)


Agora eu entendi!!!! Seu post pode ajudar muita gente a entender como é e porque acontecem os tumores!!!! Muito boa a explicação para quem não entende do assunto! bjissimosssssss

Web Analytics

Copyright © 2009 Hunfs All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.