4

Tours... (4)

Posted by Luana on 14:58 in , ,
Eu voltei pra Bélgica, mas preciso contar o resto da minha aventura pelas terras francesas.

Vou começar pela ação murphyniana. ele realmente não me deixa em paz! Meu murphymeter começou a apitar na quarta feira a noite, antes do jantar de recepção do congresso, mas como o jantar em si foi muito legal (conto mais em baixo) tive a ligeira impressão de que Murphy me sacanearia na viagem de volta pra sMol... BINGO!  

Eu e mais dois colegas (putz, existe alguma palavra melhor? Detesto essa palavra) da usina pegamos os mesmos trens... Foi corrido mas chegamos na estacão de Paris-nord em tempo. Mal podia esperar para entrar naquele trem aconchegante, na primeira classe, ficar usando a internet e comer alguma coisa gostosinha... ADEVENHA? 

Nosso trem para Bruxelas foi CANCELADO! Meu, de fato tem coisa que só acontece comigo...   A Thalys, empresa de trem espertinha, cancelou nosso trem por não ter muitos passageiros e colocou todo mundo no próximo. So que com o detalhe de que NÃO teríamos mias lugar reservado, calhava de termos que ir em pé...  Pra vocês verem como Zoropa não eh mais um lugar de glamour e gliter. No final das contas tinha lugar pra todo mundo e eu fui de primeira classe.... So que foi um stress ficar esperando todos os passageiros entrarem para  então ver que tinha lugar sobrando... hunfs

No site da Thalys da para pedir para pagarem de volta a passagem quando isso acontece, logico que eles não divulgam. Eu vou la pedir.. Por causa desse atraso eu cheguei em sMol uma hora depois do que tinha planejado.

Mas falando de coisa boa. O jantar de recepção do congresso foi num chateau maravilhoso, nos arredores da cidade. Olha que chato:


Quando chegamos tinha umas 20 pessoas vestidas com roupas tipicas.  Isso foi engraçado. Eu não entendi muito bem o que eles estavam falando, dai me falaram que era um tipo de francês antigo, falado no tempo da renascença. 

O jantar estava excelente. Confesso que achei estranho comer foie gras com pasta de amendoim, mas depois que você perde o preconceito o prato fica muito gostoso. O mesmo em relação ao prato principal, que foi codorna (a visão de um franguinho em miniatura no prato não eh assim muito bonita). Tudo regado a bons vinhos da região...

Enquanto a gente comia os caras com roupas tipicas ficavam dançando em volta. Sabe aquelas dancinhas que passam em filmes de casamento medieval? Ao som de alguma musica com flauta? Daquele jeito. 

Eu achei estranho em partes. Você ta la, comendo e bebendo do bom e do melhor e tem gente em volta de você dançando. Tipo "ow gente, senta ai conosco... Pega um copo!"

Foi bem interessante. 
Eu achei uma foto com pessoas com trajes semelhantes - ja que eu não tirei fotos. Dai quando o site do congresso postar as fotos eu venho aqui e atualizo. 


A palavra em Flemish do dia eh Renaissance = renascença

Links para esta postagem |
2

Em Tours... (3)

Posted by Luana on 17:34
Eu não fazia ideia e achei muito estranho a cidade estar tão agitada numa terça feira a noite. Mas ontem foi o dia nacional da música na França, uma celebração chamada "Fête de la Musique" que acontece todo 21 de Junho desde que foi implantado em 1982 pelo o governo socialista de François Mitterrand.


Pelo que eu entendi todos os bares/pessoas/bandas podem fazer barulho (musicais) das 22:00 do dia 21/06 até as 05:00 do dia 22/06. Todas as ruas ficaram lotadas de gente, de todas as idades! E teve de salsa e samba até música clássica... Tudo espalhado! Muito divertido. 

Eu queria gravar, maaaas sou uma anta e esqueci meu cartão de memória em casa... Achei vários videos de ontem agora no Youtube, aqui de Tours, mas a internet merden do hotel não me deixa colocar aqui... Então, me lembrem de arrumar esse post depois... 

Só digo que foi uma das festas mais divertidas que eu fui, em tempos! 

Hoje de manhã eu estava "super" no pique para assistir palestra sobre proteção radiológica... haha... Alias, não fui só eu!

ps. daqui duas horas começa a recepção do congresso. Normalmente essas recepções começam no final da tarde e terminam antes das 22:00. Mas a de hoje esta programada para terminar a 01:00! Eles realmente esperam que amanhã as 08:00 as pessoas tenham vontade de assistir mais palestras?

Links para esta postagem |
4

Em Tours... (2)

Posted by Luana on 23:27 in
PELAMORDEDEOS!

Alguém avisa esse bando de franceses que não é bonito falar com a boca cheia? 

Meu almoço hoje foi muito bom... À francesa, com um ótimo vinho tinto. Maaaaaaaas, os caras que (a meu contragosto) sentaram comigo falavam com a boca cheia... E eu parei minha sobremesa deliciosa no meio quando um deles falou alguma bobagem e eu vi aquele pedacinho de doce saindo da boca dele, viajando livre no ar (música de fundo aqui) e pousando suavemente na cesta de pães no meio da mesa.... N-O-J-O!

Só de lembrar perco o apetite de novo... Isso deve dar uma boa dieta, não?

Vou dormir...

Links para esta postagem |
14

Em Tours... (1)

Posted by Luana on 19:34 in
Essa semana estou participando de um congresso aqui em Tours, na França. 

Por incrível que pareça minha viagem até aqui foi até que agradável! A empresa que presta serviços de locomoção (agencia de viagens, deeer) para a usina me colocou num aconchegante trem entre Bruxelas e Paris, primeira classe! Um luxo só! Teve salada de salmão defumado de almoço e eu me esparramei naquela poltrona enorme.  Me senti loira, linda e japonesa (como diria Roberta Carvalho) e divosa (é assim que se escreve, Gra?).

Tudo isso para chegar na estação de Paris e voltar pra realidade. Sério, Paris é umas das cidades mais sujas, cheias de gente estranha e perigosas que eu já andei na vida. E olha que estou comparando com São Paulo, New York, Madri, Amsterdã. Ta cheio de pedinte em todos os lugares. Daqueles que te puxam pelo braço, sabe? Inconveniente! Dentro do metro SEMPRE tem um sujeito(a) com aquela ladainha de: "eu podia estar matando, eu podia estar roubando, mas não, estou aqui pedindo" (só que em francês, claro).

Para vocês verem como não é exagero meu. Ano passado sogro e sogra vieram passear na Europa. Eu e maridón fomos busca-los no aeroporto de Paris (que devia chamar aeroporto de saint-judas-perdeu-les-botas, de tão "perto" de Paris que ele é). Chegando na cidade Luz pegamos o metro e percebemos que o maquinista passou direto numa estação, algumas pessoas reclamaram, até que vimos o por quê. Acabava de acontecer um assassinato ali. Os policiais estavam cobrindo um corpo quando passamos, tinha sangue por todos os lados, olha que glamour? 

Enfim, voltando a minha história. Minha viagem até Tours correu bem. Um trombadinha filha de uma vaca manca tentou me roubar. Eu estava checando os horários dos trens e percebi alguém muito perto de mim. Como eu tenho fobia social virei e o retardado tinha aberto quase todos os zíperes da minha bolsa. Murphy me sacaneia, mas não é injusto, dai que o cara abriu o zíper que continha um calhamaço de artigos de física, outro zíper contendo minha necessaire e outro contendo nada (chupa!). Deixando sem abrir exatamente o zíper com meu laptop e minha carteira. Rá!
E isso é uma viagem que correu bem, Luana? LOGICO! Tirando a raiva que me deu de inicio, saber que o anta não conseguiu me roubar me deixou bem feliz, não concordam? Sem falar que não perdi nenhum dos (5!) trens que peguei e cheguei super bem no meu hotel. 

Mas Murphy me sacaneia... Sempre!

Acabei de descobrir que deixei o cartão de memória do meu celular em casa e por isso não vou poder tirar NENHUMA foto! Eu sou uma anta mesmo... E eu descobri isso agora há pouco quando me deparei com uma farmácia com um manequim vertido com lingerie na vitrine. Achei que daria um ótimo post colocar essa foto aqui, tirando sarro do conceito francês de "farmácia"! Mas sem memória, nada de foto... hunfs

Vou tomar banho e descansar... Amanha terei um dia cheio de palestras sobre proteção radiológica (bla, bla, bla whiskas sache).

 Orrevoá (hehe)

Links para esta postagem |
7

Dear beetle

Posted by Luana on 09:35
Sim, com dois "e"s, porque o com "a" eh a melhor banda de todos os tempos da ultima semana.

Entonces... Continuando..

Querido besouro nojento dos inVernos,

Quando você, com seu peso de uns 2 gramas, voa com velocidade constante de 1 m/s (metrosporsegundo)  na direção contraria de uma testa (a minha) pertencente a um corpo de massa igual a 67 quilos (distribuídos em 1,80 m)  com igual velocidade, o que pode acontencer?
Eu explico:

1) O corpo de 1,80 m vai sentir seu corpinho nojento bater  em sua testa. E nenhum dano físico ocorrera. Agora, o corpo passara vários minutos com nojo e vai lavar a testa assim que chegar no trabalho (vulgo, a usina).

2) Todo o momentum* sera passado para você. E como momentum eh uma grandeza vetorial, no lugar de sentir apenas o seu próprio momentum de 2 miseras gramas multiplicada por 1 m/s, você vai sentir o seu próprio momentum ADICIONADO ao do corpo (meu) de 67 QUILOS (ou seja, 67.000 gramas) vezes 1 m/s. Entendeu? Não? 

Quer dizer que o corpo vai sentir quase nada (alem do nojo) e você vai levar uma porrada inesquecível. Tao inesquecível que eh capaz de você morrer por causa disso, ou cair no chão inconsciente e ser atropelado por uma bicicleta, ou comido por um passarinho. Imaginou agora o tamanho do seu problema?

Então, na próxima vez que você for passear por ai  e estiver em rota de colisão com uma testa DESVIE

#ficadica

*clique na figura

Links para esta postagem |
4

Lei de Smurf

Posted by Luana on 09:07
daqui

Links para esta postagem |
1

A palo seco (ha cancões e ha momentos)

Posted by Luana on 22:00
A Borboleta, que sempre toca em assuntos que eu prefiro tratar no meu intimo (porque eu não sei expressar da maneira linda que ela sabe), escreveu esse post sobre as cancões que nos desnudam. 

Belchior... Ahhhh.... Se todas as pessoas soubessem sobre o que ele fala, se todas as pessoas sentissem a mesma dor/paixao... 

So Belchior para completar Bilac 

"Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso!" E eu vos direi, no entanto
"Enquanto houver espaço, corpo
Tempo e algum modo de dizer não, eu canto"

So Belchior para traduzir o que eu sinto, como brasileira, física, metropolitana, do mundo/no mundo. 
 
Então, quando Borboleta perguntou qual musica me despia, não tive duvidas: A palo seco
Se você vier me perguntar por onde andei
No tempo em que você sonhava.
De olhos abertos, lhe direi:
- Amigo, eu me desesperava.
Sei que, assim falando, pensas
Que esse desespero é moda em 73 (2011 and so on).
Mas ando mesmo descontente.
Desesperadamente eu grito em português:


- Tenho vinte e cinco anos de sonho e
De sangue e de América do Sul.
Por força deste destino,
Um tango argentino
Me vai bem melhor que um blues.
Sei, que assim falando, pensas
Que esse desespero é moda em 73.
E eu quero é que esse canto torto,
Feito faca, corte a carne de vocês.

Links para esta postagem |
5

Philadelphia IV

Posted by Luana on 15:15
Ultimo dia de congresso... Ainda bem, chega uma hora que cansa!

Seguindo um pouco o tema do outro post, teve um dos palestrantes, um frances, que ficou dancando valsa durante toda a apresentacao; para meu desespero... Ele falava, com o laser pointer apontado para a apresentacao dele, enquanto dava dois passos pra direita e dois pra esquerda... Ritmado!!! ARGH!!!

Tem uns caras da China que eu nao sei o que fazem por aqui, eles nao sabem falar ingles!!! Um deles deu uma palestra e dava para ver claramente que ele tinha decorado o texto. Realizem, o sotaque de chineses ja nao eh a coisa mais simples desse mundo e o cara ainda tinha DECORADO!!! Na hora das perguntas ele NAO entendeu o que estava sendo dito e uma pessoa da plateia teve que traduzir pro chines... Vergonhoso!! 

Em um dos coffee breaks eu estava tentando equilibrar meu pratinho cheio de guloseimas e minha lata gelada de Pepsi, dai vi uma mesa vazia - so tinha um chines la. Cheguei na mesa e perguntei se poderia deixar o meu prato ali (tipo de pergunta que voce so faz por educacao, afinal a mesa nao era dele e eu nao ia ficar ali, so ia deixar o prato). Sabe o que o cara me respondeu? Ele fez uma cara de desconforto e disse ¨pode, mas eu sou casado¨.
A educacao que a minha mae me deu foi pro saco aquela hora... Como assim, seu mane? E eu la perguntei se voce era casado ou nao? Me irritei tanto que chamei o cara de retardado e falei que eu so queria deixar a merden do meu prato na mesa!!!

Ele ficou pedindo desculpas, disse que o ingles dele era ruim (nao me diga???), mas eu fiquei tao enfurecida que nao desculpei. PALHACO!

Pra terminar, ontem eu estava vendo TV a noite, no meu quarto de hotel. So se fala do Bin Laden, em como ele morreu, no depoimento das viuvas e filhos dele... Eu ja acho tudo tao sensacionalista e pouco interessante... Mas o apice foi quando comecaram a falar que Bin Laden estava usando a internet no tal esconderijo (uma mansao enorme) e que o FBI nao conseguiu pega-lo... Que ele ate acessava pornografia (oi?) e tals... Calma, nao acabou... O reporter continuou falando dos sites que o Osama acessava (como eles sabem que era ele? Enfim...) e que ele mandava emails para comparsas na Franca (ok...), no Reino Unido (ok...) e na Checoslováquia....

Checoslováquia!!!!!!

Bin Laden era tao fera que mandava emails para pessoas de um pais que nao existe desde 1992!!! Eu mudei de canal depois disso... Eh inacreditavel!!

Vai ver Bin Laden tinha la poderes para controlar passado e futuro; por isso demorou tanto para pega-lo. Vai ver ele tambem mandava emails para Gerico, Constantinopla e Atlantida... Quem sabe? 

Links para esta postagem |
1

Philadelphia III

Posted by Luana on 18:51
Eu sei que isso deve ser algum defeito meu, mas eu tenho aflicao a tique-nervoso dos outros. Nao sei se tique-nervoso eh a palavra certa, mas sabe aqueles movimentos ritmados? Ou vicio de fala ou de gesto?

Pois eh, hoje uma das palestras me interessava muito, era sobre dosimetria em feixe de hadrons (bla, bla, bla whiskas sache... zzzzzzz)

So que a mulher falava ¨ahhhn¨ a cada cinco segundos. Eu nao consegui prestar atencao em NADA do que ela falava. E ainda tive que me segurar para nao soltar um grito e pedir pelamordedeus pra ela parar com aquilo. Eh irritante demais!!!

- ¨o feixe... ahnn.. feito de protons... hann... com energia de...ahn...150 MeV... ahnn¨

Nao era aquele ¨ahnn¨ de quem esta pensado no que vai falar, nao! Era um tique-nervoso...

Eu tenho a mesma aflicao com pessoas que falam ¨tipo¨ no meio das frases... Aquelas pessoas que, tipo, nao sabem falar nada sem, tipo, colocarem essa palavra, tipo, no meio... ARGH!!!!

Bom, sofri e nao consegui seguir a palestra da mulher... hunfs

Numa das sessoes da tarde sentou um cara gigante - pros lados - do meu lado. O auditorio estava relativamente vazio e tinham varios lugares mais acessiveis, mas nao, murphy me ama e o gordo veio sentar do meu lado, limitando drasticamente o espaco que eu pdoeria ocupar entre ele e a pessoa do meu outro lado. Eu nao tenho problemas com gente gorda, eu tenho problema com gente folgada e sem nocao. Nao contente em me esmagar o sujeito ainda estava com pneumonia aguda; alguma tipo terrivel de gripe, sei la. Porque ele tossia, espirrava e fazia aquele barulho medonho de gente que tem muco no nariz e respira pra dentro (como chama isso? Maridon chama isso de ¨chupar cana¨).

Resultado? Alem do desconforto eu ainda fiquei com MUITA agonia dos barulhos do cara, imaginando a quantidade de virus saindo daquilo tudo de gente e pairando no ar, o ar que EU estava respirando... hunfs... Eu fiquei segurando minha respiracao, coisa ridicula... Mas fazer o que? me deu aflicao, oras.

Repito, pelo menos os coffee-breaks sao muito bons!

A palavra em flemish de hoje eh ziek = doenca

Links para esta postagem |
5

Philadelphia II

Posted by Luana on 02:32
Do meu hotel ate o lugar do congresso eu passo por 3 Starbucks e 3 Dunkin Donuts. Adivinha qual a distancia do meu hotel ate o local do congresso?

4 quadras... Acredite se quiser.

Alias, somente aqui nos EUA eu peco Coca-Cola pequena (500 ml), afinal, a grande (1,5L) e a media (900 ml) passam um pouco do volume do meu estomago...

Sem contar que (quase) todo lugar tem refil de graca, ou seja, voce paga pelo copo e pode beber o quanto quiser. Qual a logica de pagar mais pelo copo grande? Se com o pequeno (de novo, 500 ml!!!) voce pode simplesmente levantar sua buzanfa gorda da cadeira e pegar mais?

Deve ser a memsa logica que justifica porque tem praticamente um Starbucks e um Dunkin Donuts por quadra, para as pessoas nao se esforcarem muito para comprar seu duplo-frape-cappuccino-descafeinado-light-extra-cremoso-sabor-BigMac e um muffin-extra-macio-com-glace-sorvete-caldadechocolate-light-sabor-bacon.

Eu tiro sarro, mas eu adoro o Starbucks e o Dunking Donuts - e o McDonalds, Wendys; Arbys, KFC... Ainda bem que eu nao moro aqui!!!

Links para esta postagem |
4

Philadelphia

Posted by Luana on 02:12
Essa semana estou aqui na Filadélfia participando de um curso e congresso em terapia de hádrons. O evento eh voltado para físicos e médicos, ou seja, o povo com o maior ego desse universo - físicos acham que explicam tudo e médicos acham que são os criadores da vida... Pelo menos as aulas tem sido otinas e a comida esta muito boa!

Antes de vir pra ca passei o final de semana com um casal de amigos poloneses (que moram agora no Colorado) em Nova Iorque. Eu nunca tinha ido pra la, adorei!! Tudo bem que tinha um policial por metro quadrado e gente sendo parada na rua para vistorias aleatórias - se aleatoriamente você tiver cara de árabe eles te param.

Murphy ate agora tem sido bacana comigo, uns aborrecimentos aqui e ali, mas nada de grave.

Hoje durante um coffee-break sujeito veio falar comigo. No crachá dele estava escrito "fulano, Porf. MD, PhD, Ms" (só faltava algo como "campeão de cuspe a distancia" sei la). Bom, a conversa foi assim:

Sujeito - Oi, eu sou o Prof. PhD MD Fulano, de Boston, e você? De onde você eh?

Eu - Oi, eu sou eu e vim da Bélgica.

Sujeito - Bélgica? Isso fica no estado da Geórgia?

Eu - .....

Pelamor; neh?

A palavra em Flemish do dia eh Stad - Cidade

ps. teclado maluco e sem acentos, depois eu corrijo isso aqui

Links para esta postagem |
2

Gavião - Bratislava I

Posted by Luana on 11:11
Eu queria contar nossa aventura no leste europeu cronologicamente, mas como eu acho que não vou ter tempo de contar tudo, vou começar pelas coisas mais legais (na minha opinião, of-course-my-hourse!).

No domingo de Pascoa nos fomos até um castelo medieval... Ele fica no meio do nada e é muito bonito. 

Tudo bem que para chegar lá pegamos um ônibus maluco, cheio de locais que não falavam uma palavra em inglês (ou qualquer língua entendível) e paramos no meio do NADA. Foi um dia divertido.

O castelo, como eu disse, era bem bonito... Muita coisa foi preservada, moveis, roupas, louças... Eu gosto de ver esse tipo de coisa... Agora, o mais legal do dia foi ter feito carinho em um gavião (vai Corinthians!! haha)

Sério, entrando no castelo vimos várias pessoas com gaviões, corujas... Eu não sei o que estava acontecendo, só sei que um dos rapazes estava deixando as pessoas fazerem carinho no gavião que ele estava segurando (apoiando? sei la)... Tai a foto para provar (esse eh o meu braco... haha). 

Voce pode pensar "nossa, que nojo!", ou então achar o mesmo que o Maridon "eu não vou passar a mão nesse bicho, vai que ele tem pulga?", ou então não ver a menor graça em encostar num bichinho desses; mas eu adoro bichinhos... Acho que gosto mais de bichinhos do que de gente (em geral). E esse gavião era lindo demais! As garras dele poderiam provavelmente arrancar minha mão fora, ou o bico enorme faria o serviço (exagero mode on), mas eu não pensei nisso não...
Foi legal. Period

A palavra em Flemish do dia eh Havik = gavião

Atualizando, o castelo chama-se Červený Kameň (e eu não faco a menor ideia de como se fala isso)

Links para esta postagem |
0

Piada de matemático/físico ou "Finite Simple Group (of Order Two)"

Posted by Luana on 21:04 in
Coloquei links das coisas relacionadas com matemática ou fisica (não tem mais o que fazer, Luana?)




Finite Simple Group (of Order Two)
The path of love is never smooth
But mine’s continuous for you
You’re the upper bound in the chains of my heart
You’re my Axiom of Choice, you know it’s true
But lately our relation’s not so well-defined
And I just can’t function without you
I’ll prove my proposition and I’m sure you’ll find
We’re a finite simple group of order two
I’m losing my identity
I’m getting tensor every day
And without loss of generality
I will assume that you feel the same way
Since every time I see you, you just quotient out
The faithful image that I map into
But when we’re one-to-one you’ll see what I’m about
‘Cause we’re a finite simple group of order two
Our equivalence was stable,
A principal love bundle sitting deep inside
But then you drove a wedge between our two-forms
Now everything is so complexified
When we first met, we simply connected
My heart was open but too dense
Our system was already directed
To have a finite limit, in some sense
I’m living in the kernel of a rank-one map
From my domain, its image looks so blue,
‘Cause all I see are zeroes, it’s a cruel trap
But we’re a finite simple group of order two
I’m not the smoothest operator in my class,
But we’re a mirror pair, me and you,
So let’s apply forgetful functors to the past
And be a finite simple group, a finite simple group,
Let’s be a finite simple group of order two
(Oughter: "Why not three?")
I’ve proved my proposition now, as you can see,
So let’s both be associative and free
And by corollary, this shows you and I to be
Purely inseparable. Q. E. D.

Links para esta postagem |
4

Energia Nuclear

Posted by Luana on 11:31 in


Ja falei alguma coisa sobre isso aqui, mas acho que eh necessario falar mais algumas coisas...

Na descricao do blog, ai do lado, eu falo que trabalho numa usina nuclear, mas que sou da paz... Logico que isso eh uma piada, usinas nucleares nao sao uma coisa ruim, muito pelo contrario! Eh uma solucao muito limpa para o problema de geracao de energia. 

Alguém já parou para pensar no impacto ambiental de se construir uma usina hidroelétrica? Cidades inteiras somem do mata, regiões enormes são alagadas. As pessoas são evacuadas, mas e os animais? E as plantas? O problema nos reatores nucleares no Japão foram inciados pelo terremoto, o mesmo teria acontecido se houvesse uma hidroelétrica no local. Voces viram os vídeos com as ondas do Tsunami? Agora imaginem a quantidade de destruição que teria sido causada se o terremoto tivesse afetado uma usina hidroelétrica? Não eh o tipo de desastre que se pode controlar... No caso da usina nuclear do Japão as pessoas foram evacuadas, no caso de uma barragem de uma hidroelétrica se romper não teria tempo para isso...    

Achei no wikipedia alguns dados sobre fontes de energia no Japao, contando de 1950 ate 2005. Nele mostra que a energia vinda de petroleo (e derivados) ainda eh a predominante. Uma fonte de energia não renovável, que poluí. Quantas vezes a gente já não leu sobre navios petrolíferos que sofreram acidentes e despejaram toneladas de petróleo no mar?  E o CO liberado na atmosfera? Os problemas com aquecimento global? Efeito estufa? Buraco na cama de ozônio? Estatisticamente tem muito mais gente morrendo de câncer de pele (por causa dos raios UV não bloqueados pela atmosfera) do que de efeitos de usinas nucleares (de acidentes, alias, porque usinas nucleares não são responsáveis por aumentar a quantidade de dose que a população recebe por ano).


Por mais absurdo que possa parecer, segundo a Agencia Internacional de Energia (IEA) a maior fonte de geração de energia no mundo ainda eh o carvão... INACREDITÁVEL!!!!

Mineração, processo e uso do carvão como combustível tira, por ano nos EUA (não achei dados de outros países) em media 24 mil vidas (10 % disso por câncer de pulmão). Milhões de toneladas de resíduos são jogados no meio ambiente, como mercúrio, urânio, tório, 

Cade a opinião publica que não cai matando em cima disso? 237 pessoas foram afetadas severamente pelo acidente de Chernobyl, delas 31 morreram nos primeiros meses apos o acidente... Como isso pode ser comparável com os 25 mil (por ANO) devido ao carvão, e isso apenas nos EUA?

E outra, as pessoas NÃO morrem por trabalharem em usinas nucleares, isso eventualmente ocorre se houver um acidente (raros casos, e nenhum como Chernobyl). No caso de minas de carvão isso eh algo que acontece normalmente, não eh por causa de acidentes. 

Pensem nisso na próxima vez que forem criticar energia nuclear....



Links para esta postagem |
5

Mas o que me ocupa tanto? [2]

Posted by Luana on 21:38 in
Então... Mais de cem anos se passaram desde que Becquerel descobriu radiação ionizante proveniente do Urânio e dividiu o prêmio Nobel de física com o casal Curie... 

A radioterapia hoje conta com máquinas precisas, controladas automaticamente, com feixes de radiação que mudam de intensidade e geometria, enquanto tratam o tumor de um paciente (como o exemplo da Cyberknife ai em baixo)

Mas máquina é máquina... E elas estão propensas a erros (são todas controladas por Murphy)... E para que máquinas precisas e potentes como essas possam ser usadas em pacientes é necessário que se meça a quantidade de radiação (a dose) que de fato está sendo usada.

É ai que eu, finalmente, entro... Eu trabalho com proteção de pacientes submetidos a tratamento de radioterapia, fazendo dosimetria (medindo a dose que eles recebem)...

Existem centenas de casos de mal funcionamento de máquinas de radioterapia que causaram acidentes terriveis em pacientes... Isso porque as máquinas são calibradas de tempos em tempos e se alguma coisa acontece só dá para ficar sabendo na próxima calibração - ou se algum paciente apresentar sintomas de envenenamento por radiação ionizante.

O problema é que alguns dos sintomas (náusea, vomito) podem  ser confundidos com efeitos colaterais de quimioterapia... Pacientes com câncer normalmente fazem quimio e radio ao mesmo tempo...

Então, para proteção de pacientes - médicos e enfermeiras também - a dosimetria virou parte obrigatória em todo procedimento médico que use fontes radioativas (e isso não só em radioterapia, um simples exame de raio-X também te expõe a radiação ionizante).

Infelizmente, atualmente, o tipo de dosimetria feita em hospitais é passivo, ou seja, coloca-se um detector durante o tratamento, mas ele só será lido depois. Se houve algum vazamento, ou erro qualquer, só ficaremos sabendo depois (o que salvará os próximos pacientes, mas não esse).

O que eu pretendo fazer é desenvolver um método ativo... Ligado aos aparelhos de radioterapia, que ao detectar uma mínima mudança no feixe desligará tudo.

A coisa toda está bem no começo, mas tenho grandes expectativas... Eu não sei muito de eletrônica e não sou engenheira, mas a parte física eu conheço bem e tenho vários colaboradores.

Em suma, é mais ou menos isso...

Agora me deu vontade de falar de varias outras coisas relacionadas... Como tipos de tratamento, a diferença entre reator atômico e bomba atômica (uma coisa não leva a outra), as curiosidades da ciência, os diferentes tipos de radiação (onda de radio, por exemplo, é um tipo de radiação, mas não causa câncer)...

A palavra em flemish do dia é Straling = Radiação

Links para esta postagem |
7

Mas o que me ocupa tanto?

Posted by Luana on 21:12 in


Me inspirei no post da Olivia para falar um pouco sobre a minha pesquisa... O que é que me fez largar família e amigos no Brasil e vir me aventurar na zorópa-do-norte?

O caminho foi longo e meio tortuoso, com paradas nos EUA e na Suécia... Mas isso é assunto para outro dia... O fato é, eu trabalho com dosimetria em aplicações médicas.

oi?

Explico... Radiação ionizante (aquela das fontes radioativas, por exemplo) interage com as células do nosso corpo (com qualquer tipo de matéria, na verdade)... Como essa interação acontece e quais as consequências dela é o meu trabalho. 

Quando os físicos - sim, nós somos xeretas - descobriram a radioatividade e os efeitos da radiação ionizante, eles estavam na verdade procurando saber de que os átomos eram formados. Marie Curie passou anos brincando de irradiar os dedos com Polônio e provavelmente o câncer que a matou foi devido a isso (já seu marido Pierre foi atropelado por uma carruagem, tisc, tisc). 

Descobriu-se logo cedo que radiação ionizante pode matar... Muito rápido e dolorosamente, se a quantidade de radiação (chamada dose) for muito grande (alguém se lembra daquele acidente em Goiânia anos atras com uma fonte de Césio137?), ou por indução de tumores malignos, a longo prazo (casos de leucemia, por exemplo, em sobreviventes de Hiroshima).
Microscopicamente falando (bem simplificadamente), é como um monte de bolinhas passando pelas células... 



a) Se uma bolinha bate em uma das fitas de DNA (a verde, acima, por exemplo) e ela se quebrar a célula precisará reparar o dano, para que na próxima divisão celular seja possível fazer uma copia idêntica da célula mãe e assim continuar normalmente com as funcionalidades dessa célula...    

   a.1) Se a célula não conseguir re-grudar a fita quebrada a célula não conseguirá mais se dividir e morrerá.
   a.2) Se a célula se confundir e usar uma base errada na região que foi  afetada cria-se então uma mutação genética. Se essa célula conseguir se reproduzir, suas filhas terão a sequencia genética errada da mãe e ai começa um tumor (estou falando de uma forma bem simples).

b) Se tem muitas bolinhas passando é possivel que elas quebrem varias regioes da fita de DNA e seja impossivel reparar o dano - a célula não poderá se dividir mais, nem organizar a criação de proteínas essenciais para seu funcionamento e então morrerá. Imaginando isso em larga escala, mata-se uma grande quantidade de células ao mesmo tempo.

Bom... Imaginem que a.2) aconteceu... Alguém desenvolveu um tumor maligno, um bando de células malucas, se dividindo sem parar, sem funcionalidade... Mas célula é célula, maluca ou não... O que os físicos - e depois os médicos - descobriram é que o mesmo efeito ruim da radiação, que mata gente decorrente de armas nucleares, pode ser usado para fins benéficos... Identificando a região em que está o tumor e jogando um monte de radiação nele para que aconteça o caso b), ou seja, para que todas essas células morram. 

Nasce assim a radioterapia!!! 

Eu não falei ainda o que é dosimetria, não é? Chego lá... no próximo post...




Links para esta postagem |
4

A pia do banheiro...

Posted by Luana on 23:01 in
Um belo dia entrei no meu banheiro e havia água pra todo lado... Isso já faz alguns meses...

Foi um sufoco para descobrir de onde vinha tanta água e depois para faze-la parar... Felizmente maridón deu um jeito - provisório - e tivemos que chamar um encanador...

Bom, quem contratou o encanador foi a minha landlord... O cara marcou que vinha uma vez, não veio.. Dai num sábado de madrugada (08:00!!!) ele apareceu, para quebrar toda a parede do banheiro e arrumar a pia que estava vazando... Fiquei super feliz com a bagunça e o cheiro de suor que ele deixou por la - porque o cara veio trabalhar todo agasalhado e nem era Outubro ainda, ficou xexelando (do verbo xexelar) o ambiente as duas horas que ficou por aqui...

Depois de quebrar, martelar, serrar, xexelar ele me disse que teria que trocar a pia que estava velha... Eu gostava da minha pia, uma torneira grande no meio e dois reguladores para abrir água quente e fria... Dava para colocar na temperatura certinha... Mas se quebrou, tem que trocar!
Bom, no dia que ele trouxe a nova pia eu não estava em casa... Qual não foi minha surpresa quando eu cheguei e vi que no lugar de uma, agora eu tinha DUAS torneiras, separadas (BEEEEEM separadas), uma para aguá quente, outra para agua fria...

Eu até falei com a minha Landlord, mas ela disse que é assim mesmo... Você coloca um treco para conter a água dentro da pia, abre as duas torneiras, com agua quente e fria, deixa a pia encher e controla a temperatura da agua assim... Dai você se diverte com aquela água parada para escovar os dentes, lavar o rosto.. Uma maravilha! 

Bom... Ate Outubro eu só usava a torneira de água fria... Depois (e ainda) só a de água quente... Mas realizem, estou na Bélgica, a água da torneira fria vem do hotel de gelo na Suécia e a de água quente vem direto do Sol... 

Não da para entender...
A palavra em Flemish do dia é Kraan = torneira

Links para esta postagem |
Web Analytics

Copyright © 2009 Hunfs All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.